CHAKRAS - ALINHAMENTO

MEDITAÇÃO COM PEDRAS NOS PRINCIPAIS CHAKRAS

Aplicação de cristais coloridos nos principais chakras                                                                                          


Chakra Coronário
Cor: lilás e branco.
Pedra: quartzo branco, ametista.
Sistema endócrino: glândula pineal.
Relação física: cérebro superior e olho direito.
Função: é o ponto de ligação com o Alto, a Energia Superior, o Universo. A sua função principal é evoluir, ascender e se aprimorar como ser humano.
Bloqueios: falta de inspiração, confusão, tristeza, hesitação em servir ao bem comum.


Chakra frontal
Cor: azul índigo.                                                                                                        
Pedra: sodalita, lápis lazuli.
Sistema endócrino: glândula pituitária.
Relação física: sistema nervoso autônomo/hipotálamo.
Função: é o chakra do conhecimento psíquico, representa a mente e a intuição. Proporciona a capacidade de ver além das aparências.
Bloqueios: falta de concentração, medo, falta de objetivos, tensão, pesadelos, excesso ou falta de sono. Também é recorrente o acúmulo de pensamentos.                                            

Chakra laríngeo
Cor: azul claro.
Pedra: quartzo azul, água marinha.
Sistema endócrino: glândulas tireoide e paratireoide.
Relação física: garganta e pulmões.
Função: é o centro da comunicação. Tem ligação com a maneira que cada um se expressa. Por isso, a autoexpressão e a comunicação são as palavras-chave desse chakra. Ajuda a relacionar e exteriorizar os sentimentos e pensamentos.
Bloqueios: problemas na comunicação geralmente a falta dela, o uso insensato do conhecimento e a falta de discernimento.

Chakra cardíaco
Cor: verde e rosa.
Pedra: quartzo rosa e quartzo verde.
Sistema endócrino: glândula do timo.
Relação física: coração, pulmões, fígado e sistema circulatório.
Função: simboliza o centro das emoções Esse chakra é o centro do amor e sabedoria nas relações emocionais. É o ponto de equilíbrio ou desequilíbrio energético e emocional é o ponto de encontro de todos os outros seis chakras. Em equilíbrio permite bom relacionamento com tudo e com todos, aceitando tanto os aspectos negativos como os positivos.                                                                              Bloqueios: instabilidade emocional, sensação de opressão e/ou peso no peito.

Chakra do plexo solar
Cor: amarela.
Pedra: citrino amarelo, calcita amarela.
Sistema endócrino: glândulas do baço e pâncreas.
Relação física: baço, fígado, estômago, vesícula biliar (sistema digestivo).
Função: é o centro da sabedoria e do poder pessoal e é o ponto onde se efetuam as trocas energéticas com outras pessoas. É onde mora o Ego de cada um, representa a força de vontade do indivíduo. Também mostra como está nossa digestão de situações, nossos humores e controle. Em equilíbrio permite a vivência com plenitude dos atributos físicos e mentais, movimentação na sociedade com desenvoltura e harmonia.
Bloqueios: sentimentos de inferioridade, controle sobre as pessoas e ansiedade. Quando o plexo solar está com excesso energético pode gerar egoísmo, egocentrismo, fúria, medo, ódio e dificuldade em assimilar/ digerir. E quando está com baixa energia a pessoa fica apática, sem força de vontade e insatisfeita.

Chakra umbilical
Cor: laranja
Pedra: jaspe, ágata sanguínea.
Sistema endócrino: gônadas.
Relação física: órgãos sexuais, útero, ovários, próstata.
Função: tem ligação com a criatividade, a vitalidade, sexualidade e relações afetivas. Ele corresponde à autoestima, é o centro energético do bem-estar físico. Possibilita o amor à vida, fazendo com que esta seja dotada de mais prazer.
Bloqueios: medo da proximidade física, repugnância pelo corpo, mania de limpeza, incompreensão, mente demasiadamente concentrada na razão, desordens rítmicas, isolamento, frigidez, impotência. Em desequilíbrio pode gerar ausência de objetivos, confusão, dificuldade de enfrentar desafios e viver o presente.

Chakra básico
Cor: vermelho.
Pedra: turmalina preta, quartzo fumê, quartzo vermelho.
Sistema endócrino: glândulas suprarrenais.
Relação física: rins, bexiga e medula espinhal.
Função: é o centro da sobrevivência, da expressão criativa, da capacidade de usufruir da abundância do planeta.
Bloqueios: insegurança e falta de “gana”. A pessoa apresenta uma demasiada preocupação com a própria sobrevivência, tensão, o “viver para ter”.